<%@LANGUAGE="JAVASCRIPT" CODEPAGE="1252"%> AOMS
Mapa do Site:
Colaboradores
 
 

Aroeira-salsa (Schinus molle=angustifolius=aroeira=bituminosus=huigan=occidentalis)


Do gênero, abrange 25 espécies nas Américas Central e Sul, e são da família Anacardiáceas, a mesma dos cajueiros. Inconfundível árvore de médio porte, tem ramos esbeltos, pendentes, folhas alternas, pinuladas, folíolos, fortemente aromáticos quando esmagados. Seus pequenos frutos são em drupa, com até 7 mm de diâmetro, globosos, lustrosos, rosados e com uma só semente. Flores com cerca de 4 mm de diâmetro, com 5 pétalas branco-amareladas. Sua floração sendo de junho à dezembro. Seus frutos são usados como xarope, adstrigente, balsâmica, diurética, emenagoga, purgativa, estomáquica, tônica e vulnerária. Também é bem procurado por pássaros. Aprecia clima ameno. Muito utilizada como árvore ornamental, destacando em praças e passeios sem fiações aéreas, onde foi até levada para a Europa para a mesma finalidade. Também conhecida por chorâozinho, aroeirinha, aroeira-mansa, aroeira-vermelha, aroeira-brava, aroeira-do-sertão, corneíba, cambuí, araguariba, pinheirinho-sulino, bálsamo, falso-chorão e falsa-pimenteira.
Outra usada da mesma forma que a aeroeira-salsa no paisagismo é a aroeira-pimenteira, aroeira-vermelha ou pimenteira-brasileira (Schinus terebinthifolius=antharthriticus=weinmanniaefolius)
Em anexo, ambas árvores citadas.

Parceiros

Ensino Superior na Fatec Internacional.
Promoção Imperdivel

 
Blog's
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Direitos reservados a AOMS.©