<%@LANGUAGE="JAVASCRIPT" CODEPAGE="1252"%> AOMS
Mapa do Site:
Colaboradores
 
 

Gralha-picaça (Cyanocorax chrysops)


Os Corvídeos são uma família da ordem Passeriformes que incluem principalmente os corvos, gaios e gralhas. São aves onívoras com chamativo colorido ou por vezes em única cor como o famoso corvo-comum sendo todo negro. Com cerca de 120 representantes pelo mundo, onde são menos frequentes em espécies na América do Sul. No Brasil vivem apenas 6 espécies, dos quais tem em comum uma mescla de azul e preto com apenas uma exceção. Dos vários itens vegetais que alimentam, acabam por serem disseminadoras de várias espécies de árvores. Como exemplo a gralha-azul se alimenta das sementes do pinheiro-brasileiro e dissemina o mesmo, chegando a enterrar a semente para se alimentar posteriormente. No esquecimento por vezes em onde está, acaba germinando um novo pinheiro. Alem de se alimentarem de sementes e frutos, também predam em anfíbios e ninhada de outros pássaros. Apreciam viver em áreas abertas, porem sempre junto a capões e matas diversas. Quase sempre voam em pequenos bandos. Já a gralha-picaça possui 34 cm e alem das tradicionais cores preto e azul escuro das gralhas sul-americanas, se distingue das demais no ventre e ponta da cauda em amarelo claro. Tem olhos amarelos e uma ligeira crista preta que também é conhecida. Possui pio de forma gritante onde chegam a imitar pios de outros bichos. Voam em bandos em até 20 indivíduos e na época reprodutiva, se separam aos casais. Fazem em ninhos preferencialmente em altas árvores espinhentas onde põem de 6 a 7 ovos. Habitam também áreas abertas e matas, destacando a mata atlântica. A gralha-azul se tornou ave símbolo do estado do PR.
As espécies brasileiras são em ordem decrescente de tamanho, onde o maior possui 38 cm e o menor 33 cm:
- gralha-azul (Cyanocorax caeruleus) : Sul de SP até RS.
- gralha-azul e preta ou pantaneira(Cyanocorax cyanomelas) : MS até norte da Bolívia e Argentina.
- gralha-picaça ou de ventre amarelo (Cyanocorax chrysops) : Leste do AM, MS, RD até RJ e RS; norte da Bolívia até Uruguai.
- gralha-campeira ou de crista (Cyanocorax cristatellus) : CE até MS e RJ.
- gralha-cancã ou quem-quem (Cyanocorax cyanopogon) : Nordeste até RJ e MT.
- gralha-de-nuca-azul (Cyanocorax heilprini) : Noroeste do AM até sul da Venezuela e nordeste da Colômbia.
Em anexo a gralha-picaça e a gralha-azul.

Fotos

Parceiros

Ensino Superior na Fatec Internacional.
Promoção Imperdivel

 
Blog's
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Direitos reservados a AOMS.©