<%@LANGUAGE="JAVASCRIPT" CODEPAGE="1252"%> AOMS
Mapa do Site:
Colaboradores
 
 

Tarumã-comum (Vitex montevidensis)


Árvore frutífera da mata atlântica da família Lamiáceas. Chega até 12 m de altura mas pode chegar a 20 m em condições favoráveis para a árvore. Sua copa tem forma de taça. Cascas acinzentadas e escuras desprendem de forma longitudinal. Flores são melíferas e aparecem na primavera. Frutos em drupa, pequenos e esféricos de cor roxa que surgem no verão. São muito apreciados pela fauna, como macacos e principalmente de aves como jacus, joão-de-barro, saíras, sanhaços e vários outros. De crescimento rápido, resiste a baixas temperaturas. Aprecia solos de constituição arenosa ou argilosa. Alem da mata atlântica, ocorre também em florestas de pinhais, cerrado e florestas semideciduas. Encontrada no sudeste, sul e partes do centro-oeste do Brasil até partes do Paraguai, Uruguai e Argentina. Também usada no paisagismo urbano em praças. Também conhecida por tapinhoan, tarumã-uruguaia e tarumã-preta. Na língua indígena, tarumã significa "fruta escura de fazer vinho."
Outras espécies similares são:
tarumã-da-várzea ou jaramantaia (V. cyamosa)
tarumã-do-cerrado ou maria-preta (V. polygama)


Parceiros

Ensino Superior na Fatec Internacional.
Promoção Imperdivel

 
Blog's
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Direitos reservados a AOMS.©