<%@LANGUAGE="JAVASCRIPT" CODEPAGE="1252"%> AOMS
Mapa do Site:
Colaboradores
 
 


Eugenia pyriformis (Uvaia)

Família: Myrtaceae

Nomes populares: uvaia, uvaieira, uvalha, uvalha-do-campo.

Características: Altura de 6-13 m, com tronco geralmente retilíneo e descamante, de 30-50 cm de diâmetro. Folhas simples, glabras, quando jovens de cor róseo-avermelhada e com a face inferior densamente serícea, de 4-7 cm de comprimento.

Ocorrência: São Paulo ao Rio Grande do Sul, na floresta semidecídua do planalto e da bacia do rio Paraná.

Utilidade: - A madeira é empregada apenas localmente para moirões, estacas, postes, e para lenha e carvão. A árvore apresenta características ornamentais graças à forma delicada da copa e à beleza da folhagem. Apesar da inconveniência casada pela queda dos frutos, é recomendável sua utilização no paisagismo.

Seus frutos são comestíveis e muito apreciados para o consumo na forma de sucos, razão pela qual é largamente cultivada em pomares domésticos; são também avidamente consumidos por várias espécies de pássaros, o que a torna bastante recomendável para reflorestamentos heterogêneos destinados à recomposição de áreas degradadas de preservação permanente.


Fenologia: Floresce durante os meses de agosto-setembro e no extremo sul em novembro-dezembro. Os frutos iniciam a maturação em setembro, prolongando-se até o final de janeiro.

Obtenção de sementes: Colher os frutos diretamente da árvore quando iniciarem a queda espontânea, ou recolhê-los no chão após a queda. Em seguida despolpá-los manualmente em água corrente dentro de uma peneira. Após a separação das sementes deixá-las secar à sombra. Um quilograma de sementes contém aproximadamente 1.170 unidades. Sua viabilidade é curta, não ultrapassando 60 dias.

Produção de mudas: Colocar as sementes para germinação, logo que colhidas e sem nenhum tratamento, diretamente em recipientes individuais contendo substrato organo-argiloso e, mantidos em ambiente semi-sombreado; cobri-las com uma camada de 0,5 cm do substrato peneirado e irrigar duas vezes ao dia. A emergência ocorre em 10-40 dias e a germinação é superior a 40%.

O desenvolvimento das mudas é lento, ficando prontas para o plantio no local definitivo 10-11 meses. O desenvolvimento das plantas no campo é também lento, não ultrapassando 2 m aos 2 anos.


Parceiros

Ensino Superior na Fatec Internacional.
Promoção Imperdivel

 
Blog's
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Direitos reservados a AOMS.©